viagem-1024

4 dicas para viajar com seu pet sem complicações

Cuidados Comments (0)

Um grande desafio para as pessoas que têm um pet é sair para viajar, não é mesmo? Como o cão ou o gato dependem dos donos para quase tudo, como beber água, ter companhia e fazer suas necessidades, é muito complicado deixá-los sozinhos enquanto você faz aquela viagem de férias. Por isto, na maioria dos casos, a solução é levar o pet junto.

Porém, os donos dos bichinhos têm diversas dúvidas na hora de viajar com o animal: o que fazer para não deixá-lo estressado ao longo da viagem? Qual o melhor local para a estadia? Como tornar a viagem mais segura para ele… A boa notícia é que existem algumas ações que podem tornar essa tarefa mais fácil e, para ajudar você, separamos no post de hoje quatro dicas para viajar com o pet sem complicações.

Acompanhe:

1.Preparação para a viagem

Depois de escolher o seu destino, o primeiro passo é pensar sobre qual será o

meio de transporte que você e seu bichinho de estimação usarão. Lembre-se que se a distância percorrida for muito extensa o ideal é optar pelo transporte aéreo. Também é importante frisar que viagens de carro muito prolongadas podem estressar o seu pet.  

2.Para viagens de carro

Se você optar pela viagem de carro, existem algumas atitudes a serem tomadas.

Inicialmente, é preciso familiarizar o bichinho com o veículo. Se ele já está acostumado fica bem mais fácil, mas se não, dê voltas com ele pelo bairro, diariamente, durante algumas semanas antes de viajar.  

É imprescindível que o cão ou gato esteja no banco traseiro, com o cinto de segurança

especial ou dentro de uma caixa de transporte. Outra dica é evitar que os cães coloquem a cabeça para fora da janela, pois esse hábito canino pode causar uma série de acidentes, como, por exemplo, a queda do animal ou a perda do controle do volante, pelo motorista.

Em viagens longas

Se você decidir por um destino muito distante, o ideal é parar a cada duas horas

para dar água ao animal e passear um pouco. Assim, ele vai poder se distrair e também fazer as suas necessidades fisiológicas.

Outro detalhe extremamente importante é a temperatura do veículo. Se a incidência

do sol estiver muito alta ou se houver excesso de vento, os pets podem passar mal e até mesmo adquirir alguns problemas de saúde, como desidratação e queimaduras.

3.Viagem de avião com o seu bichinho

Para viagens de avião é preciso ficar atento às regras de cada companhia aérea.

Todas as empresas solicitam um atestado ou cartão de vacinação que comprove que o animal está com todas as vacinas exigidas em dia. Além disso, as companhias aéreas também exigem um atestado de saúde prescrito por um médico veterinário. Este documento vai

comprovar que o pet está apto para viajar.

4.Acalme o seu pet

Você tem um pet muito agitado? Se sim, este tópico é para você! Para os bichinhos

mais agitados você pode optar pelo uso de um calmante natural antes da viagem. Além de não ser prejudicial à saúde do animal, o calmante poderá mantê-lo tranquilo durante todo o percurso. Mas antes disso, é importante consultar um veterinário para saber qual

calmante é o melhor para o seu cão ou gato.  

Por fim, é muito importante que você tenha a garantia que seu destino final tenha

as condições necessárias para receber seu pet. Somente assim, vocês poderão curtir os dias de folga com muita tranquilidade!

E você? Já viajou com o seu pet? Tem mais alguma dica para viajar

com seu bichinho sem complicações? Conte para a gente nos comentários agora mesmo!

Pin It

» Cuidados » 4 dicas para viajar com...
Em 22 de novembro de 2016
By
,

« »