O-que-ansiedade-de-separacao-como-ela-pode-prejudicar-seu-pet

O que é a ansiedade de separação e como ela pode prejudicar seu pet?

Cuidados Comments (0)

Em muitas casas esta cena se repete: Ao perceber que o dono vai sair, o cão passa a se comportar completamente diferente, alguns de maneira mais agressiva e outros se afastam dos donos por completo. Talvez você não saiba, mas isso pode significar que ele esteja sofrendo de ansiedade de separação, isto é, passa por sofrimento e stress quando está só.

Cada animal reage de uma forma a esta situação. Alguns manifestam sintomas mais brandos, o que exige do tutor maior atenção. No entanto, existem casos em que o estresse canino tem proporções maiores.

A ansiedade de separação é algo que precisa ser levado muito a sério, principalmente nos dias de hoje em que os cães passam grande parte dos dias sozinhos.

Porque a ansiedade de separação pode surgir?

A necessidade de estar em grupo é uma questão genética para os cachorros. Devido aos seus antepassados, o instinto destes animais faz com que eles sintam maiores chances de sobrevivência quando não estão sozinhos, seja para se alimentarem, se defenderem entre outras atividades.

Mesmo domesticados, os cães ainda mantêm esta necessidade e, consequentemente, é no dono que eles veem o líder da matilha. Por isso, muitos animais sofrem tanto ao sentirem esta ausência.


Sinais de ansiedade de separação

Nem todos os casos de ansiedade de separação são tão óbvios. Mas, no geral não é difícil identificar algumas pequenas mudanças no comportamento do cão para identificar o surgimento deste problema.

As situações mais comuns costumam surgir no momento em que o cão percebe que o seu dono irá se ausentar. Nessa hora, começam os latidos e os choros. Assim como muitos arranham, mordem e dão pancadas na porta de forma bastante agressiva.

Outra maneira de manifestação pode ser através do excesso de lambeduras e depressão. Uma reação exacerbada no momento do seu retorno ao lar, também pode indicar sintomas dessa ansiedade.


Como amenizar os sintomas?

Por mais complicado que pareça no início, conseguir melhorar esta situação é possível com as atitudes certas.Amenizar os sintomas da ansiedade de separação é fundamental para manter a qualidade de vida do cão e de toda a família, que muitas vezes, para poupar o pet do sofrimento, deixa de ter uma vida livre e saudável se tornando refém do problema.

A primeira coisa a ser feita é estimular o cachorro a realizar atividades sozinho pela casa. É importante que ele se sinta confiante para explorar o espaço, se divertir e ganhar segurança. Para isso, é preciso que você também estimule esta confiança e evite criar uma relação de dependência extrema.

Quando for sair de casa não se deve fazer nenhuma cerimônia. Assim, fica bem claro para ele que é muito natural ficar sozinho e que não está sendo feito nada de mal. Use um brinquedo ou algo de desejo do animal como moeda de troca nos momentos em que ele ficar só. Esse “recurso” deve ser retirado assim que você retornar ao lar.

Já que o cachorro vai ficar sozinho, o ideal é que ele tenha uma área de circulação grande. Não se deve nunca deixá-lo fechado num quarto ou numa pequena varanda, por exemplo. Garanta que o animal tenha atividades para se ocupar escondendo petiscos pela casa.

Por mais que difícil que seja, tente não fazer muita festa ao chegar em casa. Entre, diga oi, relaxe, e só depois dê mais atenção a seu cão. Desta maneira ele não vai associar a ansiedade da chegada com o tempo que ficou só. O sentimento de culpa da família leva a um excesso de agrados que junto ao uso de uma vocalização afetada com o animal, alimenta e agrava o problema. Portanto é fundamental por parte do dono  o controle das emoções nesse momento.

Independente do grau de estresse canino, não há melhor maneira de entender a situação e receber orientação específica a cada caso, do que fazendo visitas regulares ao veterinário.

 

Assim, você vai tomar medidas eficientes visando sempre a felicidade de seu pet. É muito importante que você esteja sempre atento ao comportamento do seu cão. Acompanhar cada mudança é uma maneira de garantir sempre a saúde e bem-estar do animal e de toda a família.

Ficou alguma dúvida sobre o tema? Compartilhe com a gente no espaço dos comentários!

 

Pin It

» Cuidados » O que é a ansiedade...
Em 31 de março de 2017
By
,

« »